Ciclistas respondem à Prefeitura de Niterói

Cansados da falta de diálogo, das muitas promessas e das péssimas condições enfrentadas na cidade, ciclistas responderam em massa a uma postagem na página da Prefeitura de Niterói em 15/04, comemorando o Dia Mundial do Ciclista.

Dentre as principais cobranças, destacam-se a falta de segurança, a ausência da conexão cicloviária na Av. Marquês de Paraná, a má conservação das infraestruturas existentes e, é claro, a pífia fiscalização de trânsito realizada pela NitTrans.

57121057_2118505971597408_5329171433484451840_o.jpg

Alguns comentários chegaram a ridicularizar a postagem, acusando a prefeitura de hipocrisia, por incentivar a utilização da bicicleta enquanto não é capaz de garantir um mínimo de segurança para aqueles que optaram por pedalar.

Confira abaixo o texto do post da prefeitura e os comentários de ciclistas:

Você sabia que hoje é o dia mundial do ciclista?

Seja para passear ou como meio de transporte no dia a dia, as bikes já tomaram conta da cidade! Nesta segunda, em que celebra-se o Dia Mundial do Ciclista, listamos algumas vantagens de pedalar, além de informações importantes sobre a infraestrutura cicloviária da nossa cidade. Não esqueça: no trânsito, devemos sempre proteger o mais vulnerável!

> Andar de bike é um pretexto e tanto para reunir a família pra um passeio! Você sabia que a atividade melhora o humor? É que pedalar alivia a tensão e ajuda no combate à depressão, além de melhorar a circulação sanguínea e colaborar com a perda de peso;

> O Bicicletário Arariboia, no Centro, recebe em média 550 ciclistas todos os dias e possui 8.000 usuários cadastrados! 49% deles afirmam que começaram a utilizar a bicicleta pois passaram a contar com um local seguro para guardar a sua magrela;

> Niterói possui hoje cerca de 45km de ciclovias e ciclofaixas. A meta é alcançar 100km até 2020!

> Serão construídos, como parte do programa Pró-sustentável, outros SEIS bicicletários fechados (nos moldes do Bicicletário Arariboia) ao longo da Transoceânica;

> O sistema de Bicicletas compartilhadas está a caminho da cidade! Já recebemos o resultado da consulta pública para desenvolver um modelo de sistema e prevemos iniciar a implantação no início do ano que vem!

Demais, né? Agora marca seu amigo que também ama o rolê de bike e bora comemorar o dia Internacional do ciclista da melhor forma: pedalando!

(Prefeitura de Niterói)

A ciclovia da Roberto Silveira simplesmente não tem qualquer manutenção e muito menos fiscalização. Todas as divisórias foram derrubadas para que carros e motos avancem por ali sem dificuldade. E cadê manutenção? Muito fácil fazer propaganda sobre o risco das pessoas que transitam por ali diariamente. No dia mundial do ciclista esperava anúncio de melhorias, mais do que parabéns nas redes sociais. Parabéns pra mim que ainda não morri ou não fui atropelada. (Giana Araujo)

A ciclovia da Alameda? A ligação segura da Zona Norte ao Centro? Promessas feitas na inauguração do mergulhão da Feliciano Sodré. As duas pontas da Marquês de Paraná (Guanabara e Hortfrutti)? Aqueles cones e a distância entre eles e o meio fio, estão esperando alguém morrer ali para depois se desculparem? A fiscalização da prefeitura quanto a utilização irregular desses “45 km” de ciclovia como estacionamento? A redução do limite de velocidade nas vias urbanas tornando a cidade mais segura e incentivando a mobilidade ativa? Parabéns ciclistas que lutam, reclamam, enchem o saco de quem faz muito pouco e aproveita essas datas para tentar tirar proveito político. (Marcelo Santos)

site01.png

Nenhuma manutenção nas ciclofaixas existentes. Algumas nem podem ser chamadas de ciclofaixas, cones que são frequentemente atropelados por carros. Nenhuma segurança pro ciclista na cidade. (Rafaela Braga)

Prefeitura de Niterói, uso a bicicleta diariamente na cidade e há muitas falhas no sistema de vocês. As ciclofaixas, em diversos pontos do município, estão sem manutenção alguma, com buracos que podem ocasionar acidentes. Outro problema recorrente são os veículos que estacionam nas ciclofaixas. Não há fiscalização e é recorrente este fato, principalmente, em áreas onde existem supermercados e escolas. Outro problema já apontado aqui é a não existência de uma via destinada às bicicletas na Marques de Paraná. Graves acidentes já ocorreram no local onde o trânsito de ciclistas é intenso. (Jaqueline Deister)

Legal essa homenagem aos ciclistas da cidade, mas quando a prefeitura vai começar a fiscalizar e punir os motoristas que violam as ciclovias, quando os agentes de trânsito vão parar de ignorar os motoristas que colocam a vida dos ciclistas em risco? E quando zona norte vai receber uma estrutura cicloviária de qualidade? Pois as únicas estruturas que essa Zona tem são as ciclofaixas da Benjamim Constant e a da São Lourenço, e mesmo assim os motoristas não respeitam e não há uma fiscalização da prefeitura. (Jorge Rigueira)

Galera, melhor dar print que daqui a pouco eles apagam esse post! 😜 (Luís Araujo)

Quero ver Prefeito, vereadores pedalando pela Cidade. São quantos que usam mesmo a bike para se locomover? Não vale presença em evento pontual para foto bonitinha, tá? (Zilma Ferreira)

Prefeitura oportunista e hipócrita.  Não fazem manutenção NENHUMA na ciclofalsa da Roberto Silveira; expõem milhares de ciclistas diariamente na Marquês de Paraná e vem agora posar de modelo??? VERGONHA (Cynthia Gorhan)

Hoje eu tenho medo de incentivar alguém a andar de bicicleta em Niteroi. O perigo na Marques de Paraná é muito grande e ciclistas já se machucaram ali. Precisamos de ações efetivas da prefeitura a respeito disso. (Daniel Andrade)

site02.png

Prefeitura deveria falar menos e fazer mais. Quase 8 anos e nada mudou para nós ciclistas! (Matheus Frederico)

Sério que vcs tem coragem de vir aqui postar, sobre o dia do ciclista? Moro na Região Oceânica, aqui se vc seguir a “ciclofaixa” vc anda em Zig Zag e não chega a lugar algum. Se anda pela estrada corre risco de morrer, pq consciencia no trânsito, aqui não existe. A ciclovia prometida ao longo da TransOceânica não foi entregue e nem será. Dia do ciclista para quem, prefeitura?!? (Priscila Salles)

Será que hoje vamos andar pela linda ciclovia que a TransOceânica construiu no seu percurso? Queria chamar o prefeito para esse rolê! (Flávio Lazzarino)

radio.png
clique para ouvir!

Para visualizar e/ou deixar um comentário na postagem na página da Prefeitura de Niterói em homenagem ao Dia Mundial do Ciclista, clique aqui

Saiba como o Plano Diretor pode impactar na sua qualidade de vida

Após um longo processo que gerou diversos adiamentos da votação do Plano Diretor de Niterói graças à luta da sociedade civil nos conselhos municipais e nas diversas audiências públicas realizadas, de mandatos legislativos e mesmo da justiça, na última segunda feira (19/01) o plano foi finalmente sancionado pelo prefeito em exercício Paulo Bagueira.

Continuar lendo

Mobilidade Ativa segue negligenciada pela Prefeitura de Niterói

A consulta pública realizada pelo Pedal Sonoro entre os dias 27/07 e 03/08/2018 atestou o que já sabíamos: a prefeitura de Niterói segue negligenciando as propostas contidas na Carta Compromisso pela Mobilidade Ativa, compromisso assumido pelo prefeito Rodrigo Neves durante a campanha eleitoral de 2016. A consulta tem como objetivo colaborar para o monitoramento dos compromissos assumidos por esta gestão.

quem.png

A pesquisa foi respondida por 120 niteroienses de todas as regiões da cidade. Dentre eles, 75% se declararam ciclistas e 25% pedestres.

arte.png

Todas as 10 propostas contidas na carta foram avaliadas como não cumpridas pela maioria dos cidadãos, com as respostas variando entre 56,7% e 86,7%.

Confira, abaixo, o resultado da pesquisa:

A consulta também abriu espaço para que as pessoas comentassem a respeito das políticas públicas implementadas pela gestão Rodrigo Neves voltadas para a promoção da mobilidade ativa em Niterói e as condições que enfrentam diariamente ao caminhar ou pedalar pela cidade.

As condições são precárias e lamentáveis. Pouquíssima infra estrutura, sem manutenção e segurança. Niterói é um cidade altamente ciclável (curtas distancias e relevo favorável). A implementação de infra-estrutura cicloviária, fiscalização efetiva e campanhas de educação são ações de baixo cisto e alto retorno, contribuindo para o minizar o trafego intenso e aumentando a qualidade de vida.

Falta segurança quando caminho a pé e principalmente de bicicleta. Faltam ciclovias e calçadas para os pedestres.

Falta ligação entre a Zona Norte e o Centro. Pedestres param na ciclofaixa da Amaral Peixoto e os carros não respeitam os ciclistas, falta manutenção na pintura das ciclovias.

O número de bicicletas claramente aumentou na cidade. Com medo de usar as ruas (por falta de infraestrutura, fiscalização e também por desconhecimento de seus direitos e deveres), ciclistas pedalam nas calçadas e na contramão, disputando o espaço (que já é pequeno, irregular e mal conservado) com o pedestre. Um sonho: poder atravessar a rua quando o sinal fecha, e não quando motoristas, motociclistas e ciclistas decidem que você pode atravessar.

Pedalo de Itaipu ao Centro de Niterói. Posso dizer que melhorou muito minha mobilidade com a pista do BHLS pronta, porém ela NÃO É A CICLOVIA que esperávamos, e assim que o BHLS funcionar, veremos a realidade de que FOMOS FEITOS DE OTÁRIOS. Aonde eles tentaram fazer ciclofaixas nos cruzamentos, fizeram errado, ou a ciclofaixa não se conecta com a rampa, ou está mais de 10 m dentro das ruas nos obrigando a ziguezaguear. Partes da Transoceânica é impossível usar a calçada devido a ser estreita e com postes no meio.

Em relação as condições, são péssimas e quanto às políticas, ”prefiro não comentar”.

Resumo afirmando que esta cidade não é amiga do ciclista. O fato de a sensação de segurança ser aparentemente melhor é porque somos cada vez mais e de certa forma ocupamos espaço.

Não me sinto segura para usar bicicleta na Região Oceânica e muito menos empurrar a cadeira de rodas com a minha mãe para pequenos trechos.

Agradecemos a todas e todas que responderam à consulta popular promovida pelo coletivo Pedal Sonoro, seguiremos na cobrança da implementação desta propostas que beneficiarão não apenas pedestres e ciclistas, mas toda a sociedade.

planmob.png

Aproveitamos a oportunidade para reforçar a necessidade de pedestres e ciclistas responderem à consulta pública promovida pela Secretaria de Mobilidade e Urbanismo sobre o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Niterói.

Precisamos incidir e garantir as condições necessárias para promoção da mobilidade ativa na cidade através desta lei municipal. Conheça e participe da campanha Bicicleta Nos Planos!

Se possível, compartilhem este post em suas redes sociais.

Contamos com vocês!